Liturgia Diária – 9 de junho

0
510

Memória de São José de Anchieta

Leituras da Missa

Santos em destaque

São José de Anchieta, por Benedito Calixto – Museu Paulista da USP São Paulo

São José de Anchieta, presbítero (†1597 Reritiba – Brasil). Missionário jesuíta que evangelizou amplas regiões do Centro-Leste brasileiro. É  chamado de “Apóstolo do Brasil”, considerado fundador da cidade de São Paulo. Ver também: Apóstolo da Fé, da cultura e do bem social. O “Poema à Virgem”: lavra de ouro do Apóstolo do Brasil.

O corpo incorrupto da Beata Anna Maria Taigi Igreja de São Crisógono, dos padres Trinitários, Roma

Beata Ana Maria Taigi, mãe de família (†1837). Terciária trinitária e simples doméstica, suportou com paciência o caráter violento de seu marido. Possuía singular dom de sabedoria, discernimento dos espíritos e profecia.

Santo Efrém, diácono e Doutor da Igreja (+378). Pregou o Cristianismo em Nísibe (antiga Mesopotâmia, hoje Turquia), indo depois para Edessa. Compôs nove hinos litúrgicos que lhe mereceram os títulos de “cantor de Cristo e da Virgem” e “cítara do Espírito Santo”.

São Ricardo de Andria, Bispo (†séc. XII). Sacerdote de origem inglesa, eleito Bispo de Andria, Itália. Atribuem-se-lhe numerosos milagres.

São Columba, abade (†597). Grande apóstolo da Irlanda e Escócia, fundou o mosteiro de Iona, que teve sob sua jurisdição mais de quarenta conventos.

Beato Roberto Salt, monge e mártir (†1537). Monge cartuxo preso durante o reinado de Henrique VIII da Inglaterra. Morreu de fome no cárcere.

Beato José Imbert, presbítero e mártir (†1794). Religioso jesuíta nomeado vigário apostólico de Moulins por Pio VI durante a Revolução Francesa. Foi preso numa galera em Rochefort, onde morreu.

Beato Luís Boccardo (†1936). Presbítero da Diocese de Turim, fundador do Instituto das Filhas de Jesus Rei e Sacerdote, religiosas não videntes de vida contemplativa.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

 

Leituras da Missa

Primeira leitura: 2 Cor 3,4-11

Irmãos: 4É por Cristo que temos tal confiança perante Deus, 5não porque sejamos capazes por nós mesmos, de ter algum pensamento, como de nós mesmos, mas essa nossa capacidade vem de Deus. 6Ele é que nos tornou capazes de exercer o ministério de uma aliança nova. Esta não é uma aliança da letra, mas do Espírito. Pois a letra mata,
mas o Espírito comunica a vida. 7Se o ministério da morte, gravado em pedras com letras, foi cercado de tanta glória, que os israelitas não podiam fitar o rosto de Moisés, por causa do seu fulgor, ainda que passageiro, 8quanto mais glorioso não será o ministério do Espírito? 9Pois, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais glorioso há de ser o ministério ao serviço da justificação. 10Realmente, em comparação com uma glória tão eminente, já não se pode chamar glória o que então tinha sido glorioso. 11Pois, se o que era passageiro foi marcado de glória, muito mais glorioso será o que permanece.

Salmo responsorial: Sl 98(99),5.6.7.8 (R. cf. 9c)
R. Santo é o Senhor nosso Deus!

5Exaltai o Senhor nosso Deus, + e prostrai-vos perante seus pés, *
pois é santo o Senhor nosso Deus! R.

6Eis Moisés e Aarão entre os seus sacerdotes. + E também Samuel invocava seu nome, * e ele mesmo, o Senhor, os ouvia. R.

7Da coluna de nuvem falava com eles. + E guardavam a lei e os preceitos divinos, * que o Senhor nosso Deus tinha dado. R.

8Respondíeis a eles, Senhor nosso Deus, + porque éreis um Deus paciente com eles, * mas sabíeis punir seu pecado. R.

9Exaltai o Senhor nosso Deus, + e prostrai-vos perante seu monte, *
pois é santo o Senhor nosso Deus! R.

Evangelho: Mt 5,17-19

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo se cumpra. l9Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 8 de junho
Próximo artigoLiturgia Diária -10 de junho
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui