Liturgia Diária – 8 de abril

0
110

Quinta-feira na Oitava da Páscoa

Leituras da Missa

Santos em destaque

‘Os Bem-aventurados celestes’, detalhe de
‘O Juízo Final’, por Fra Angélico – Museu de
São Marcos, Florença (Itália) – Foto: Divulgação

São Dionísio de Corinto, Bispo (†180). Grande conhecedor da Palavra de Deus, instruiu pela pregação os fiéis de sua Diocese de Corinto e, por meio de cartas, também os Bispos de outras cidades e províncias.

Santo Amâncio de Como, Bispo (†449). De origem inglesa, foi Bispo de Como, Itália, onde construiu uma basílica em honra de São Pedro e São Paulo, para albergar as relíquias dos dois Apóstolos, que tinha levado de Roma.

Santo Ágabo (séc. I). Discípulo de Jesus, mencionado nos Atos dos Apóstolos. Tinha o dom da profecia Previu uma grande fome em toda a terra (At 11, 28) e a prisão de São Paulo no seu retorno a Jerusalém (21, 10-11).

Santa Júlia Billiart, virgem (†1816). Fundou a Congregação das Irmãs de Nossa Senhora de Namur e propagou ardorosamente a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Beato Clemente de Ósimo, presbítero (†1291). Prior-Geral dos Eremitas de Santo Agostinho, reformou com sabedoria as leis da Ordem.

Beato Augusto Czartoryski, presbítero (†1893). Jovem príncipe polonês admitido por São João Bosco na Congregação Salesiana, apesar da sua frágil saúde. Aos 34 anos faleceu de tuberculose em Alassio Savona, Itália

Beato Domingos do Santíssimo Sacramento Iturrate, presbítero (†1927). Sacerdote espanhol da Ordem dos Trinitários. Dedicou-se por inteiro à salvação das almas e à exaltação da Santíssima Trindade.

Beato Julião de Santo Agostinho, religioso (†1606). Membro da Ordem dos Irmãos Menores Descalços, incompreendido pelo modo como praticava austeras penitências.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: At 3,11-26

Naqueles dias, 11como o paralítico não deixava mais Pedro e João, todo o povo, assombrado, foi correndo para junto deles, no chamado pórtico de Salomão. 12Ao ver isso, Pedro dirigiu-se ao povo: “Israelitas, por que vos espantais com o que aconteceu? Por que ficais olhando para nós, como se tivéssemos feito este homem andar com nosso próprio poder ou piedade? 13O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos antepassados glorificou o seu servo Jesus. Vós o entregastes e o rejeitastes diante de Pilatos, que estava decidido a soltá-lo. 14Vós rejeitastes o Santo e o Justo e pedistes a libertação para um assassino. 15Vós matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. 16Graças à fé no nome de Jesus, esse nome acaba de fortalecer este homem que vedes e reconheceis. A fé que vem por meio de Jesus lhe deu perfeita saúde na presença de todos vós. 17E agora, meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. 18Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer. 19Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados. 20Assim podereis alcançar o tempo do repouso que vem do Senhor. E ele enviará Jesus, o Cristo, que vos foi destinado. 21No entanto, é necessário que o céu o receba, até que se cumpra o tempo da restauração de todas as coisas, conforme disse Deus, nos tempos passados, pela boca de seus santos profetas. 22Com efeito, Moisés afirmou: ‘O Senhor Deus fará surgir, entre vossos irmãos, um profeta como eu. Escutai tudo o que ele vos disser. 23Quem não der ouvidos a esse profeta será eliminado do meio do povo’. 24E todos os profetas que falaram, desde Samuel e seus sucessores, também eles anunciaram estes dias. 25Vós sois filhos dos profetas e da aliança que Deus fez com vossos pais quando disse a Abraão: ‘Através da tua descendência serão abençoadas todas as famílias da terra’. 26Após ter ressuscitado o seu servo, Deus o enviou em primeiro lugar a vós, para vos abençoar, na medida em que cada um se converta de suas maldades”.

Salmo responsorial: Sl 8,2a e 5.6-7.8-9 (R.2ab)
R. Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo! Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

2aÓ Senhor nosso Deus,* 5que é o homem, para dele assim vos lembrardes * e o tratardes com tanto carinho?’ R.

6Pouco abaixo de Deus o fizestes, * coroando-o de glória e esplendor; 7vós lhe destes poder sobre tudo, * vossas obras aos pés lhe pusestes. R.

8as ovelhas, os bois, os rebanhos, * todo o gado e as feras da mata; 9passarinhos e peixes dos mares, * todo ser que se move nas águas. R.

Evangelho: Lc 24,35-48

Naquele tempo, 35os discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. 36Ainda estavam falando quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!” 37Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um fantasma. 38Mas Jesus disse: “Por que estais preocupados e por que tendes dúvidas no coração? 39Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um fantasma não tem carne nem ossos, como estais vendo que eu tenho”. 40E, dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés. 41Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” 42Deram-lhe um pedaço de peixe assado. 43Ele o tomou e comeu diante deles. 44Depois, disse-lhes: “São estas as coisas que vos falei quando ainda estava convosco: era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”. 45Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras 46e lhes disse: “Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia 47e, no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. 48Vós sereis testemunhas de tudo isso”.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 7 de abril
Próximo artigoLiturgia Diária – 9 de abril
Redação
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui