Santos em destaque

Santa Teresa Margarida Redi – Igreja do Santo Anjo, Sevilha (Espanha)

Santa Teresa Margarida Redi, virgem (†1770). Carmelita descalça do convento de Florença, Itália. Percorreu um árduo caminho de perfeição em sua curta vida de 22 anos.

Santas Perpétua e Felicidade (†203). Mártires em Cartago durante a perseguição de Septimio Severo.

São Paulo de Prusa, Bispo (†850). Por defender o culto das imagens sagradas, foi expulso de sua pátria e morreu no exílio em Prusa, atual Bursa, Turquia.

São Simeão Berneux, Bispo e mártir (†1866). Missionário francês nomeado Vigário Apostólico na Coreia. Foi decapitado após sofrer terríveis tormentos.

São Paulo, o Simples, eremita (†séc. IV). Discípulo de Santo Antão na Tebaida, Egito.

São João Baptista Nam Chong-sam, mártir (†1866). Nobre coreano, camareiro real, converteu-se ao Cristianismo e passou a ser malvisto pela corte. Foi preso, torturado e decapitado.

Beato Leônidas Fëdorov, Bispo e mártir (†1935). Exarca dos católicos russos de rito bizantino, foi encarcerado em Kirov, onde morreu como fiel discípulo de Cristo.

Beato José Olallo Valdés, religioso (†1889). Da Ordem Hospitaleira de São João de Deus, dedicou-se aos doentes durante 54 anos servindo como enfermeiro num hospital de Havana, Cuba.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ex 20,1-17 

Naqueles dias: 1Deus pronunciou todas estas palavras: 2‘Eu sou o Senhor teu Deus que te tirou do Egito, da casa da escravidão. 3Não terás outros deuses além de mim. 4Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que existe em cima, nos céus, ou embaixo, na terra, ou do que existe nas águas, debaixo da terra. 5Não te prostrarás diante destes deuses nem lhes prestarás culto, pois eu sou o Senhor teu Deus, um Deus ciumento. Castigo a culpa dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração dos que me odeiam, 6mas uso da misericórdia por mil gerações com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. 7Não pronunciarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não deixará sem castigo quem pronunciar seu nome em vão. 8Lembra-te de santificar o dia de sábado. 9Trabalharás durante seis dias e farás todos os teus trabalhos, 10mas o sétimo dia é sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu gado, nem o estrangeiro que vive em tuas cidades. 11Porque o Senhor fez em seis dias o céu e a terra, o mar e tudo o que eles contêm; mas no sétimo dia descansou. Por isso o Senhor abençoou o dia do sábado e o santificou. 12Honra teu pai e tua mãe, para que vivas longos anos na terra que o Senhor teu Deus te dará. 13Não matarás. 14Não cometerás adultério. 15Não furtarás. 16Não levantarás falso testemunho contra o teu próximo. 17Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem coisa alguma que lhe pertença’.

Salmo responsorial: Sl 18(19),8.9.10.11 (R.Jo 6,68c)

R. Senhor, tens palavras de vida eterna.

8A lei do Senhor Deus é perfeita,* conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel,* sabedoria dos humildes. R.

9Os preceitos do Senhor são precisos,* alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante,* para os olhos é uma luz. R.

10É puro o temor do Senhor,* imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos* e justos igualmente. R.

11Mais desejáveis do que o ouro são eles,* do que o ouro refinado. Suas palavras são mais doces que o mel,* que o mel que sai dos favos. R.

Segunda leitura: 1Cor 1,22-25

Irmãos: 22Os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria; 23nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos. 24Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, esse Cristo é poder de Deus
e sabedoria de Deus. 25Pois o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens, e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.

Evangelho: Jo 2,13-25

13Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. 14No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. 15Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. 16E disse aos que vendiam pombas: ‘Tirai isto daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!’ 17Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: ‘O zelo por tua casa me consumirá’. 18Então os judeus perguntaram a Jesus: ‘Que sinal nos mostras para agir assim?’ 19Ele respondeu: ‘Destruí, este Templo, e em três dias o levantarei.’ 20Os judeus disseram: ‘Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?’ 21Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. 22Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele. 23Jesus estava em Jerusalém durante a festa da Páscoa. Vendo os sinais que realizava, muitos creram no seu nome. 24Mas Jesus não lhes dava crédito, pois ele conhecia a todos; 25e não precisava do testemunho de ninguém acerca do ser humano, porque ele conhecia o homem por dentro.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 6 de março
Próximo artigoLiturgia Diária – 8 de março
Redação
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui