Liturgia Diária – 4 de janeiro

0
116

Tempo do Natal, depois da Epifania

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santa Isabel Ana Seton – Coleção particular, Washington (EUA)

São Rigoberto, Bispo (†c. 743). Expulso da Sé Episcopal de Reims, França, por Carlos Martel, rei dos francos.

Santo Manuel González García, Bispo (†1940). Promoveu a difusão do culto da Santíssima Eucaristia nas Dioceses de Málaga e Palência, Espanha, e fundou a Congregação das Irmãs Missionárias Eucarísticas de Nazaré.

Santa Faraílde, viúva (†c. 745). Nascida na cidade de Gante, Bélgica, sofreu pacientemente os maus tratos de seu esposo e, tendo ficado viúva, levou uma vida de oração e austeridade.

Santa Ângela de Foligno, viúva (†1309). Procedente de uma rica família da cidade de Foligno, na
Itália, depois da morte do esposo e dos filhos ingressou na Ordem Terceira de São Francisco, consagrando-se inteiramente a Deus.

Santa Isabel Ana Seton, viúva (†1821). Converteu-se à Fé Católica e fundou, nos Estados Unidos,
a Congregação das Irmãs da Caridade de São José.

Beato Tomás Plumtree, presbítero e mártir (†1570). Executado em Durham, no reinado de Elizabeth I da Inglaterra.

Beata Cristiana Menabuoi, religiosa (†1310). Fundou em Santa Croce sull’Arno, Itália, o mosteiro de Santa Maria Novella, sob a regra de Santo Agostinho.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: 1 Jo 3,22-4,6

Caríssimos, 22qualquer coisa que pedimos recebemos dele, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é do seu agrado. 23Este é o seu mandamento: que creiamos no nome do seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, de acordo com o mandamento que ele nos deu. 24Quem guarda os seus mandamentos permanece com Deus e Deus permanece com ele. Que ele permanece conosco, sabemo-lo pelo Espírito que ele nos deu. 4,1Caríssimos, não acrediteis em qualquer espírito, mas examinai os espíritos para ver se são de Deus, pois muitos falsos profetas vieram ao mundo. 2Este é o critério para saber se uma inspiração vem de Deus: todo espírito que leva a professar que Jesus Cristo veio na carne é de Deus; 3e todo espírito que não professa a fé em Jesus não é de Deus – é o espírito do anticristo. Ouvistes dizer que o anticristo virá; pois bem, ele já está no mundo. 4Filhinhos, vós sois de Deus e vós vencestes o anticristo. Pois convosco está quem é maior do que aquele que está no mundo. 5Os vossos adversários são do mundo; por isso, agem conforme o mundo, e o mundo lhes presta ouvidos. 6Nós somos de Deus. Quem conhece a Deus escuta-nos; quem não é de Deus não nos escuta. Nisso reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.

Salmo responsorial: Sl 2,7-8.10-11 (R.8a)

R. Eu te darei por tua herança os povos todos.

7O decreto do Senhor promulgarei, + foi assim que me falou o Senhor Deus: * “Tu és meu Filho, e eu hoje te gerei! 8Podes pedir-me, e em resposta eu te darei + por tua herança os povos todos e as nações, * e há de ser a terra inteira o teu domínio. R.

10E agora, poderosos, entendei; * soberanos, aprendei esta lição: 11Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória * e prestai-lhe homenagem com respeito! R.

Evangelho: Mt 4,12-17.23-25

Naquele tempo, 12ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia. 13Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia, 14no território de Zabulon e ­­Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15“Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”. 17Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos céus está próximo”. 23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo. 24E sua fama espalhou-se por toda a Síria. Levavam-lhe todos os doentes, que sofriam diversas enfermidades e tormentos: endemoninhados, epiléticos e paralíticos. E Jesus os curava. 25Numerosas multidões o seguiam, vindas da Galileia, da Decápole, de Jerusalém, da Judeia e da região além do Jordão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui