Liturgia Diária – 3 de março

0
157

Quarta-feira da 2ª semana da Quaresma

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santa Cunegundes – Museu dos Agostinianos, Fribourg en Briesgau (Alemanha)

Santa Cunegundes, imperatriz († entre 1033 e 1039). Casada com Henrique de Baviera, imperador do Sacro Império, fundou mosteiros, construiu igrejas e favoreceu a evangelização. Após a morte do marido, ingressou num dos mosteiros por ela fundados, onde morreu santamente.

Santo Anselmo de Nonantola, abade (†803). Renunciou ao ducado de Friuli para ingressar em um cenóbio. Fundou em Nonantola, Itália, um hospital para peregrinos e um mosteiro, do qual se tornou abade.

São Marinho e Santo Astério, márrtires, militares da Palestina, séc. III.

Santa Teresa Eustóquio Verzéri, virgem (†1852). Fundadora da Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Jesus, em Bérgamo, Itália.

Santa Catarina Drexel, virgem (†1955). Fundadora da Congregação das Irmãs do Santíssimo Sacramento, em Filadélfia, Estados Unidos. Trabalhou para a educação de índios e negros.

Beato Pedro Jeremias, presbítero (†1452). Religioso dominicano que, confirmado por São Vicente Ferrer na pregação, consagrou-se totalmente à obra da salvação das almas. Faleceu em Palermo, Itália.

Beatos Liberato Weiss, Samuel Marzorati e Miguel Pio Fasoli da Zerbo, presbíteros e mártires (†1716). Religiosos missionários franciscanos lapidados em Gondar, Etiópia.

Beato Pedro-Renato Rogue, presbítero e mártir (†1796). Sacerdote Lazarista martirizado durante a Revolução Francesa, por recusar a Constituição Civil do Clero.

Beato Frederico da Frísia, abade (†1175). Foi pároco de Hallum, Holanda, e depois abade do mosteiro premonstratense de Mariengaarde.

Beato Jacobino de Canepacci, religioso (†1508). Irmão leigo carmelita do mosteiro de Vercelli, Itália.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Túmulo de Santo Henrique e Santa Cunegundes – Catedral de Bamberg (Alemanha)

Leituras da Missa

Primeira leitura: Jr 18,18-20

Naqueles dias: 18Disseram eles: ‘Vinde para conspirarmos juntos contra Jeremias; um sacerdote não deixará morrer a lei; nem um sábio, o conselho; nem um profeta, a palavra. Vinde para o atacarmos com a língua, e não vamos prestar atenção a todas as suas palavras.’ 19Atende-me, Senhor, ouve o que dizem meus adversários. 20Acaso pode-se retribuir o bem com o mal? Pois eles cavaram uma cova para mim. Lembra-te de que fui à tua presença, para interceder por eles e tentar afastar deles a tua ira.

Salmo responsorial: Sl 30(31),5-6.14.15-16 (R. 17b)

R. Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

5Retirai-me desta rede traiçoeira, * porque sois o meu refúgio protetor! 6Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, * porque vós me salvareis, ó Deus fiel! R.

14Ao redor, todas as coisas me apavoram; * ouço muitos cochichando contra mim; todos juntos se reúnem, conspirando * e pensando como vão tirar-me a vida. R.

15A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, * e afirmo que só vós sois o meu Deus! 16Eu entrego em vossas mãos o meu destino; * libertai-me do inimigo e do opressor! R.

Evangelho: Mt 20,17-28

Naquele tempo: 17Enquanto Jesus subia para Jerusalém, ele tomou os doze discípulos à parte e, durante a caminhada, disse-lhes: 18‘Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem será entregue aos sumos sacerdotes e aos mestres da Lei. Eles o condenarão à morte, 19e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, para flagelá-lo e crucificá-lo. Mas no terceiro dia ressuscitará.’ 20A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. 21Jesus perguntou: ‘O que tu queres?’ Ela respondeu: ‘Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda.’ 22Jesus, então, respondeu-lhes: ‘Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?’ Eles responderam: ‘Podemos.’ 23Então Jesus lhes disse: ‘De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou.’ 24Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. 25Jesus, porém, chamou-os, e disse: ‘Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. 26Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; 27quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. 28Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos.’

Artigo anteriorLiturgia Diária – 2 de março
Próximo artigoLiturgia Diária – 4 de março
Redação
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui