Liturgia Diária – 1 de janeiro

0
115

Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus

Santa Maria , Mãe de Deus. Primeira festa mariana da Igreja Ocidental, instituída no séc. V, comemora a maternidade divina de Maria.

Leituras da Missa

Santos em destaque

São Vicente Maria Strámbi, Bispo (†1824). Religioso passionista. Regeu santamente a Diocese de Macerata e Tolentino, e foi exilado por causa de sua fidelidade ao Romano Pontífice.

São Segismundo Gorazdowski, presbítero (†1920). Sacerdote de origem polonesa, fundou em Lviv, Ucrânia, a Congregação das Irmãs de São José.

Santo Odilon (†1049). Abade de Cluny. De nobre família francesa. Austero para si mesmo, mas bondoso e caritativo com os pobres. Propugnador pela “Trégua de Deus”, que proibia as guerras nos domingos e dias santos. Foi o primeiro a dedicar um dia à comemoração de todos os fiéis defuntos, de onde se originou a festa de Todos os Santos.

São Claro, abade (†660/670). Superior do Mosteiro de São Marcelo em Vienne, França.

São José Maria Tomasi, religioso (†1713). Presbítero teatino e Cardeal, dedicou quase toda sua vida à investigação e publicação dos antigos textos e documentos da sagrada Liturgia.

Santa Zedislava de Lemberk, mãe de família (†1252). Esposa do príncipe de Lemberk, mandou edificar dois mosteiros dominicanos que muito contribuíram para o crescimento dessa Ordem na Boêmia.

Beato Valentino Paquay, presbítero (†1905). Religioso franciscano falecido em Hasselt, Bélgica. Deu exemplo de caridade na pregação, no confessionário e na devoção ao Santo Rosário.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

 

Leituras da Missa

Primeira leitura: Nm 6,22-27

22O Senhor falou a Moisés, dizendo: 23“Fala a Aarão e a seus filhos: Ao abençoar os filhos de Israel, dizei-lhes: 24‘O Senhor te abençoe e te guarde! 25O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face e se compadeça de ti! 26O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz!’ 27Assim invocarão o meu nome sobre os filhos de Israel, e eu os abençoarei”.

Salmo responsorial: Sl 66(67) ,2-3.5.6.8(R.2a)

R.Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção.

2Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção,* e sua face resplandeça sobre nós! 3Que na terra se conheça o seu caminho* e a sua salvação por entre os povos.R.

5Exulte de alegria a terra inteira,* pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão,*e guiais, em toda a terra, as nações.R.

6Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,* que todas as naçðes vos glorifiquem! 8Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe,* e o respeitem os confins de toda a terra!R.

Segunda leitura: Gl 4,4-7

Irmãos, 4quando se completou o tempo previsto, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à Lei, 5a fim de resgatar os que eram sujeitos à Lei e para que todos recebêssemos a filiação adotiva. 6E porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que clama: Abá – ó Pai! 7Assim, já não és escravo, mas filho; e se és filho, és também herdeiro: tudo isso por graça de Deus.

Evangelho: Lc 2,16-21

Naquele tempo, 16os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura. 17Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino. 18E todos os que ouviram os pastores ficaram maravilhados com aquilo que contavam. 19Quanto a Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração. 20Os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo que tinham visto e ouvido, conforme lhes tinha sido dito. 21Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui