Dia 31 de julho

0
243
Santo Inácio de Loiola – Igreja de São Carlos Borromeu, Zaragoza (Espanha)

Memória de Santo Inácio de Loyola

Leituras da Missa

Santo Inácio de Loyola, presbítero (†1556). Da nobreza basca, era militar de carreira. Gravemente ferido numa batalha, converteu-se durante a convalescença. Após um período de recolhimento e estudo, reuniu um grupo de jovens para empreender ações apostólicas e com eles fundou depois a Companhia de Jesus, dos Padres Jesuítas, para defender a Fé como soldados Ad maiorem Dei gloriam, “Para a maior glória de Deus”.

Mais informações em: Soldado de Cristo e Um mesmo querer e sentir

Outros Santos em destaque

São Germano de Auxerre, Bispo (†448). Ocupou o alto cargo de governador de província do Império Romano. Era simples leigo quando foi eleito Bispo de Auxerre. Distribuiu seus bens aos pobres, empenhou-se na formação dos clérigos e dos monges, fundou um mosteiro e construiu duas basílicas. Enviado à Inglaterra pelo Papa São Celestino I, livrou esse país da heresia pelagiana. Ver: Apóstolo da Gália, da Itália e Grã Bretanha

São Fábio, mártir (†303/304). Cristão condenado à morte em Cesareia da Mauritânia, atual Argélia, por recusar-se a portar a bandeira do governador numa cerimônia pagã.

São Justino de Jacobis, Bispo (†1860). Religioso lazarista enviado como missionário à Etiópia, onde sofreu fome, sede, tribulações e prisão.

Beato João Colombini, religioso (†1307). Rico comerciante de Sena, Itália, abandonou tudo e abraçou uma vida de extrema pobreza. Fundou Ordem dos “Jesuatas”, para assistência aos enfermos.

Beato Jaime Buch Canals, mártir (†1936). Religioso da Sociedade Salesiana, preso e morto em Valência durante a Guerra Civil Espanhola.

Beato Francisco Stryjas, mártir (†1944). Pai de família preso e morto em Kalisz, Polônia, após sofrer inúmeros suplícios.

Beata Sidônia, virgem e mártir (†1955). Religiosa da Congregação das Irmãs da Caridade da Santa Cruz, da cidade de Trnava, Eslováquia, padeceu o martírio por ter protegido um sacerdote durante a perseguição religiosa em sua nação.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Galerias de fotos

Leituras da Missa

Primeira leitura: Jr 26,1-9

1No início do reinado de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá, foi comunicada, da parte do Senhor, esta palavra, que dizia: 2“Assim fala o Senhor: Põe-te de pé no átrio da casa do Senhor e fala a todos os que vêm das cidades de Judá, para adorar o Senhor no templo, todas as palavras que eu te mandei dizer. Não retires uma só palavra; 3talvez eles as ouçam e voltem do mau caminho, e eu me arrependa da decisão de castigá-los por suas más obras. 4A eles então dirás: Isto diz o Senhor: se não vos dispuserdes a viver segundo a lei que vos dei, 5a escutar as palavras dos meus servos, os profetas, que eu vos tenho enviado com solicitude e para vossa orientação, e que vós não tendes escutado, 6farei desta casa uma segunda Silo e farei desta uma cidade amaldiçoada por todos os povos da terra”. 7Os sacerdotes e profetas e todo o povo presente ouviram Jeremias dizer essas palavras na casa do Senhor. 8Quando Jeremias acabou de dizer tudo o que o Senhor lhe ordenara falasse a todo o povo, prenderam-no os sacerdotes, os profetas e o povo, dizendo: “Este homem tem que morrer! 9Por que dizes, em nome do Senhor, a profecia: ‘Esta casa será como Silo, e esta cidade será devastada e vazia de habitantes’?” Todo o povo juntou-se contra Jeremias na casa do Senhor.

Salmo responsorial: Sl 68(69)

Respondei-me, ó Senhor, pelo vosso imenso amor.

5Mais numerosos que os cabelos da cabeça, *
são aqueles que me odeiam sem motivo;

meus inimigos são mais fortes do que eu; *
contra mim eles se voltam com mentiras!

Por acaso poderei restituir *
alguma coisa que de outros não roubei? R.

Por vossa causa é que sofri tantos insultos, *
e o meu rosto se cobriu de confusão;

9eu me tornei como um estranho a meus irmãos, *
como estrangeiro para os filhos de minha mãe.

10Pois meu zelo e meu amor por vossa casa *
me devoram como fogo abrasador;

e os insultos de infiéis que vos ultrajam *
recaíram todos eles sobre mim! R.

14Por isso elevo para vós minha oração, *
neste tempo favorável, Senhor Deus!

Respondei-me pelo vosso imenso amor, *
pela vossa salvação que nunca falha! R.

Aclamação ao Evangelho: 1Pd 1,25

A Palavra do Senhor permanece eternamente, e esta é a Palavra que vos foi anunciada.

Evangelho: Mt 13,54-58

Naquele tempo, 54dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: “De onde lhe vem essa sabedoria e esses milagres? 55Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56E suas irmãs não moram conosco? Então, de onde lhe vem tudo isso?” 57E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!” 58E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui