Domingo da 27ª semana do Tempo Comum

Comentário ao Evangelho, por Mons. João Scognamiglio Clá Dias, EP

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, sacerdotes, e 28 companheiros, protomártires do Brasil († 1645). Esses dois presbíteros foram massacrados pelos calvinistas e índios, junto com quase duas centenas de seus paroquianos; apenas 30 deles puderam ser identificados.

São Dionísio Areopagita, Bispo (†séc. I). Convertido por São Paulo no Areópago de Atenas, tornou-se o primeiro Bispo desta cidade.

São Maximiano, Bispo (†c. 410). Bispo de Bagai, atual Argélia. Foi repetidamente torturado por hereges, lançado do alto de uma torre e dado por morto, mas recuperou-se e continuou lutando pela Fé Católica.

São Cipriano de Toulon, Bispo (†depois de 543). Discípulo de São Cesário de Arles, defendeu em vários concílios a verdadeira fé sobre a graça.

Santos Ewaldo, o Negro, e Ewaldo, o Branco, presbíteros e mártires (†695). Sacerdotes ingleses evangelizadores dos saxões na Vestfália, martirizados nas proximidades de Dortmund.

São Geraldo de Brogne, abade (†959). Fundador do mosteiro de Brogne e reformador da abadia beneditina de Saint-Ghislain, Bélgica. Instaurou a disciplina monástica em Flandres e depois se fez eremita.

Santo Hesíquio, monge (†séc. IV). Discípulo de Santo Hilarião e seu companheiro de peregrinação, morreu em Mayuma, Palestina.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Gn 2,18-24

18O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só. Vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele”. 19Então o Senhor Deus formou da terra todos os animais selvagens e todas as aves do céu e trouxe-os a Adão, para ver como os chamaria; todo ser vivo teria o nome que Adão lhe desse. 20E Adão deu nome a todos os animais domésticos, a todas as aves do céu e a todos os animais selvagens; mas Adão não encontrou uma auxiliar semelhante a ele. 21Então o Senhor Deus fez cair um sono profundo sobre Adão. Quando este adormeceu, tirou-lhe uma das costelas e fechou o lugar com carne. 22Depois, da costela tirada de Adão, o Senhor Deus formou a mulher e conduziu-a a Adão. 23E Adão exclamou: “Desta vez, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada ‘mulher’, porque foi tirada do homem”. 24Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne.

Salmo responsorial: Sl 127(128), 1-2.3.4-5.6 (R. cf. 5)

R. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida.

1Feliz és tu se temes o Senhor *e trilhas seus caminhos! 2Do trabalho de tuas mãos hás de viver, *serás feliz, tudo irá bem! R.

3A tua esposa é uma videira bem fecunda *no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de oliveira *ao redor de tua mesa. R.

4Será assim abençoado todo homem *que teme o Senhor. 5O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida, *para que vejas prosperar Jerusalém, R.

6E os filhos dos teus filhos. Ó Senhor, que venha a paz a Israel, *que venha a paz ao vosso povo! R.

Segunda leitura: Hb 2,9-11

Irmãos, 9Jesus, a quem Deus fez pouco menor do que os anjos, nós o vemos coroado de glória e honra, por ter sofrido a morte. Sim, pela graça de Deus em favor de todos, ele provou a morte. 10Convinha, de fato, que aquele por quem e para quem todas as coisas existem, e que desejou conduzir muitos filhos à glória, levasse o iniciador da salvação deles à consumação, por meio de sofrimentos. 11Pois tanto Jesus, o santificador, quanto os santificados são descendentes do mesmo ancestral; por essa razão, ele não se envergonha de os chamar irmãos.

Evangelho: Mc 10, 2-16 ou 10, 2-12

[Naquele tempo, 2alguns fariseus se aproximaram de Jesus. Para pô-lo à prova, perguntaram se era permitido ao homem divorciar-se de sua mulher. 3Jesus perguntou: “O que Moisés vos ordenou?” 4Os fariseus responderam: “Moisés permitiu escrever uma certidão de divórcio e despedi-la”. 5Jesus então disse: “Foi por causa da dureza do vosso coração que Moisés vos escreveu esse mandamento. 6No entanto, desde o começo da criação, Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe, e os dois serão uma só carne. 8Assim, já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe!” 10Em casa, os discípulos fizeram, novamente, perguntas sobre o mesmo assunto. 11Jesus respondeu: “Quem se divorciar de sua mulher e casar com outra cometerá adultério contra a primeira. 12E se a mulher se divorciar de seu marido e casar com outro, cometerá adultério”.13Depois disso, traziam crianças para que Jesus as tocasse. Mas os discípulos as repreendiam. 14Vendo isso, Jesus se aborreceu e disse: “Deixai vir a mim as crianças. Não as proibais, porque o Reino de Deus é dos que são como elas. 15Em verdade vos digo, quem não receber o Reino de Deus como uma criança não entrará nele”. 16Ele abraçava as crianças e as abençoava, impondo-lhes as mãos.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 2 de outubro
Próximo artigoLiturgia Diária – 4 de outubro
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui