Liturgia Diária – 3 de dezembro

0
461

Memória de São Francisco Xavier

Nasceu em 1506 no Castelo de Xavier, Espanha. Estudou em Paris onde conheceu Santo Inácio de Loyola, formando com este o primeiro grupo da Companhia de Jesus. Aos 35 anos foi enviado como missionário para as colônias portuguesas nas Índias Orientais, sendo Goa o centro de suas atividades. Daí, passou para o Japão, onde constituiu o primeiro núcleo de cristãos. Morreu a caminho da China, na ilha de Sanchuão, aos 46 anos. É, juntamente com Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeiro das missões.

Ver também: São Francisco Xavier e o autêntico idealismo.

Leituras da Missa

Outros santos em destaque

São Sofonias, profeta. No tempo de Josias, rei de Judá, profetizou a ruína dos ímpios e fortaleceu nos pobres e necessitados a esperança da salvação.

São Birino, Bispo (†650). Enviado como missionário junto aos anglos pelo Papa Honório I, logrou a conversão do rei Cynegils e fixou sua sede episcopal em Dorchester.

Beato Eduardo Coleman, mártir (†1678). Secretário da Duquesa de York convertido ao catolicismo. Falsamente acusado de conspirador, foi executado durante o reinado de Carlos II.

Beato João Nepomuceno De Tschiderer, Bispo (†1860). Bispo de Trento (Itália) que em tempos difíceis ofereceu um admirável testemunho de amor pela sua diocese.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

 

Leituras da Missa

Primeira leitura: Is 29, 17-24

Assim fala o Senhor Deus: 17Dentro de pouco tempo, não se transformará o Líbano em jardim? E não poderá o jardim tornar-se floresta? 18Naquele dia, os surdos ouvirão as palavras do livro e os olhos dos cegos verão, no meio das trevas e das sombras. 19Os humildes aumentarão sua alegria no Senhor, e os mais pobres dos homens se rejubilarão no Santo de Israel; 20fracassou o prepotente, desapareceu o trapaceiro, e sucumbiram todos os malfeitores precoces, 21os que faziam os outros pecar por palavras, e armavam ciladas ao juiz à porta da cidade e atacavam o justo com palavras falsas. 22Isto diz o Senhor à casa de Jacó, ele que libertou Abraão: ‘Agora, Jacó não mais terá que envergonhar-se nem seu rosto terá que enrubescer; 23quando contemplarem as obras de minhas mãos, hão de honrar meu nome no meio do povo, honrarão o Santo de Jacó, e temerão o Deus de Israel; 24os homens de espírito inconstante conseguirão sabedoria e os maldizentes concordarão em aprender’.

Salmo responsorial: Sl 26(27), 1.4.13-14 (R. 1a)
R. O Senhor é minha luz e salvação.

1O Senhor é minha luz e salvação; *de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei? R.

4Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, *e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor *por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor *e contemplá-lo no seu templo. R.

13Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver *na terra dos viventes. 14Espera no Senhor e tem coragem, *espera no Senhor! R.

Evangelho: Mt 9, 27-31

Naquele tempo: 27Partindo Jesus, dois cegos o seguiram, gritando: ‘Tem piedade de nós, filho de Davi!’ 28Quando Jesus entrou em casa, os cegos se aproximaram dele. Então Jesus perguntou-lhes: ‘Vós acreditais que eu posso fazer isso?’ Eles responderam: ‘Sim, Senhor.’ 29Então Jesus tocou nos olhos deles, dizendo: ‘Faça-se conforme a vossa fé.’ 30E os olhos deles se abriram. Jesus os advertiu severamente: ‘Tomai cuidado para que ninguém fique sabendo.’ 31Mas eles saíram, e espalharam sua fama por toda aquela região.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 2 de dezembro
Artigo SeguinteLiturgia Diária – 4 de dezembro
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here