Dia 26 de setembro

0
50

Sábado da 25ª semana do Tempo Comum

Leituras da Missa

Santos em destaque

Gedeão – Catedral de Colonia, Colonia (Alemanha)

Santo Eusébio de Bolonha, Bispo (†séc. IV). Combateu o arianismo, junto com Santo Ambrósio de Milão, e empenhou-se em promover entre os jovens o valor da virgindade.

São Nilo, abade (†1004). Nascido de importante família de Rossano, Itália, renunciou ao mundo, ingressando no mosteiro de Santa Maria del Patire, onde organizou uma escola de calígrafos para a reprodução dos textos sagrados.

Santos Cosme e Damião, mártires (†303). Memória facultativa. Médicos sírios martirizados em Ciro (Síria). Exerciam a medicina gratuitamente.

São Gedeão, juiz de Israel. Da tribo de Manassés, libertou o povo eleito das mãos dos madianitas.

Santa Teresa Couderc, virgem (†1885). Fundou a Sociedade de Nossa Senhora do Cenáculo, em Lyon (França).

Beato Gaspar Stanggassinger, presbítero (†1899). Sacerdote redentorista, dedicado à educação dos jovens. Faleceu aos 28 anos, em Gars, Alemanha.

Beato Luis Tezza, presbítero (†1923). Religioso camiliano que fundou em Roma a Congregação das Filhas de São Camilo. Faleceu no Peru, onde foi enviado em missão.

Beata Lúcia de Caltagirone,virgem (†1400). Terciária franciscana falecida em Salerno, Itália. Destacou-se por sua fidelidade à Regra e sua devoção às Cinco Chagas de Cristo.

Santas Luzia Kim, Catarina Yi, viúva, e Madalena Cho, virgem, mártires (†1839). Por sua fé em Cristo, morreram vítimas de atrozes tomentos em Seul, Coréia.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ecl 11,9-12,8

9Alegra-te, jovem, na tua adolescência, e que o teu coração repouse no bem nos dias da tua juventude; segue as aspirações do teu coração e os desejos dos teus olhos; fica sabendo, porém, que de tudo isso Deus te pedirá contas. 10Tira a tristeza do teu coração e afasta a malícia do teu corpo, pois a adolescência e a juventude são vaidade. 12,1Lembra-te do teu criador nos dias da juventude, antes que venham os dias da desgraça e cheguem os anos dos quais dirás: “Não sinto prazer neles”; 2antes que se obscureçam o sol, a luz, a lua e as estrelas e voltem as nuvens depois da chuva; 3quando os guardas da casa começarem a tremer, e se curvarem os homens robustos; quando as poucas mulheres cessarem de moer, e ficarem turvas as vistas das que olham pelas janelas 4e se fecharem as portas que dão para a rua; quando enfraquecer o ruído do moinho, e os homens se levantarem ao canto dos pássaros, e silenciarem as vozes das canções, 5e houver medo das alturas e sobressaltos no caminho, enquanto a amendoeira floresce, o gafanhoto se arrasta e a alcaparra perde o seu gosto, porque o homem se encaminha para a morada eterna, e os que choram já rondam pelas ruas; 6antes que se rompa o cordão de prata e se despedace a taça de ouro, a jarra se parta na fonte, a roldana se arrebente no poço; 7antes que volte o pó à terra, de onde veio, e o sopro de vida volte a Deus, que o concedeu. 8Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes, tudo é vaidade.

Salmo responsorial:  Sl 89(90),3-4.5-6.12-13.14e17(R/.1)

R. Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós.

3Vós fazeis voltar ao pó todo mortal quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!” 4Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou. R.

5Eles passam como o sono da manhã, 6são iguais à erva verde pelos campos: de manhã ela floresce vicejante, mas à tarde é cortada e logo seca. R.

12Ensinai-nos a contar os nossos dias e dai ao nosso coração sabedoria! 13Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? Tende piedade e compaixão de vossos servos! R.

14Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! 17Que a bondade do Senhor e nosso Deus † repouse sobre nós e nos conduza! Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho. R.

Evangelho: Lc 9,43-45

Naquele tempo, 43todos estavam admirados com todas as coisas que Jesus fazia. Então Jesus disse a seus discípulos: 44“Prestai bem atenção às palavras que vou dizer: o Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens”. 45Mas os discípulos não compreendiam o que Jesus dizia. O sentido lhes ficava escondido, de modo que não podiam entender; e eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui