Liturgia Diária – 23 de novembro

0
410

Terça-feira da 34ª semana do Tempo Comum

Leituras da Missa

Santos em destaque

São Clemente – Basílica de São Marcos, Veneza (Itália)

São Clemente I, Papa e mártir. Terceiro sucessor de São Pedro, sofreu o martírio sob o império de Domiciano, em 97.

Santa Lucrécia, mártir (s. IV). Martirizada em Mérida, Espanha, durante a as perseguições no tempo do Império.

Santo Anfilóquio, Bispo (†antes de 403). Exerceu seu ministério em Icônio, Ásia Menor, onde travou muitas lutas em defesa da Fé.

São Trudão, presbítero (†cerca de 690). Entregou todos os seus bens à Igreja de Metz e fundou ali um mosteiro, no qual reuniu muitos discípulos. Morreu em Saint-Trond, Bélgica.

São Columbano, abade (†615). Monge irlandês, pregou o Evangelho em diversos reinos da Gália e fundou vários mosteiros, um dos quais o de Bóbio, onde morreu.

Santa Cecília Yu So-sa, mártir (†1839). Viúva quase octogenária encarcerada durante a perseguição na Coréia, morreu esgotada em consequência dos numerosos espancamentos a que foi submetida.

Beata Margarida, religiosa (†1464). Obediente à vontade de sua nobre família, casou-se com o Marquês de Monteferrato. Foi dirigida espiritualmente por São Vicente Ferrer e tornou-se dominicana ao enviuvar-se.

Beato Miguel Agostinho Pro, presbítero e mártir (†1927). Sacerdote jesuíta, condenado sem processo e fuzilado no México durante a perseguição contra a Igreja.

Beata Maria Cecília Cendoya y Araquistain, virgem e mártir (†1936). Religiosa visitandina fuzilada durante a Guerra Civil espanhola, em Madri.

Beata Henriqueta Alfieri, virgem (†1951). Religiosa das Irmãs da Caridade de Santa Joana Antida Thouret, que exerceu seu apostolado junto aos encarcerados, em Milão, Itália.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Dn 2, 31-45

Naqueles dias, disse Daniel a Nabucodonosor: 31Tu, ó rei, olhavas, e pareceu-te ver uma estátua grande, muito alta, erguida à tua frente, de aspecto aterrador. 32A cabeça da estátua era de ouro fino, peito e braços eram de prata, ventre e coxas, de bronze; 33sendo as pernas de ferro, e os pés, parte de ferro e parte de barro. 34Estavas olhando, quando uma pedra, sem ser empurrada por ninguém, se desprendeu de algum lugar, e veio bater na estátua, em seus pés de ferro e barro, fazendo-os em pedaços; 35então, a um só tempo, despedaçaram-se ferro, barro, bronze, prata e ouro, tudo ficando como a palha miúda das eiras, no verão, que o vento varre sem deixar vestígios; mas a pedra que atingira a estátua transformou-se num grande monte e encheu toda a terra. 36Este foi o sonho; vou dar também a interpretação, ó rei, em tua presença. 37Tu és um grande rei, e o Deus do céu te deu a realeza, o poder, a autoridade e a glória; 38ele entregou em tuas mãos os filhos dos homens, os animais do campo e as aves do céu, onde quer que habitem, e te constituiu senhor de todos eles: tu és a cabeça de ouro. 39Depois de ti, surgirá outro reino, que é inferior ao teu, e ainda um terceiro, que será de bronze, e dominará toda a terra. 40O quarto reino será forte como ferro; e assim como o ferro tudo esmaga e domina, do mesmo modo, à semelhança do ferro, ele esmagará e destruirá todos aqueles reinos. 41Viste os pés e dedos dos pés, parte de barro e parte de ferro, porque o reino será dividido; terá a força do ferro, conforme viste o ferro misturado com barro cozido. 42Viste também que os dedos dos pés eram parte de ferro e parte de barro, porque o reino em parte será sólido e em parte quebradiço. 43Quanto ao ferro misturado com barro cozido, haverá de certo ligações por via de casamentos, mas sem coesão entre as partes, assim como o ferro não faz liga com o barro. 44No tempo desses reinos, o Deus do céu suscitará um reino que nunca será destruído, um reino que não passará a outro povo; antes, esmagará e aniquilará todos esses reinos, e ele permanecerá para sempre. 45Quanto à pedra que, sem ser tocada por mãos, se desprendeu do monte e despedaçou o barro cozido, o ferro, o bronze, a prata e o ouro, o grande Deus faz saber ao rei o que acontecerá depois, no futuro. O sonho é verdadeiro, e sua interpretação, fiel’.

Salmo responsorial: Cânt.: Dn. 3, 57-59.60-61

R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

57Obras do Senhor, bendizei o Senhor, R.

58Céus do Senhor, bendizei o Senhor! R.

59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor! R.

60Águas do alto céu, bendizei o Senhor! R.

61Potências do Senhor, bendizei o Senhor! R.

Evangelho: Lc 21, 5-11

Naquele tempo: 5Algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: 6‘Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído.’ 7Mas eles perguntaram: ‘Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer? 8Jesus respondeu: ‘Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ – e ainda: ‘O tempo está próximo.’ Não sigais essa gente! 9Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim.’ 10E Jesus continuou: ‘Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. 11Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here