Domingo da 34ª semana do Tempo Comum. Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo

Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Ver também: Consagração a Jesus Cristo Rei. 

Comentário ao Evangelho, por Mons. João Scognamiglio Clá Dias, EP

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santa Cecília, virgem e mártir. Segundo antiga tradição, martirizada em Roma por volta do ano 232. Patrona e inspiradora da música e do canto sacro.

São Benigno, Bispo (cerca de 470). Durante a invasão dos bárbaros, governou com grande prudência e firmeza a Diocese de Milão.

São Pedro Esqueda Ramírez, presbítero e mártir (†1927). Encarcerado e fuzilado no México, por ser sacerdote.

São Filêmon, (†século I). Na carta a ele destinada, o Apóstolo das Gentes elogia sua Fé e seu amor a Cristo.

Santo Ananias, mártir (†345). Morreu em consequência de terríveis torturas sofridas durante a perseguição do rei Sabor II, na Pérsia

Beato Tomás Reggio, Bispo (†1901). Arcebispo de Gênova, Itália, e fundador da Congregação das
Irmãs de Santa Marta. Empenhouse na formação do clero e valorização do apostolado leigo.

Beatos Salvador Lillo, sacerdote franciscano e companheiros (†1895). Martirizados nas proximidades de Marasc, Turquia, por negarem a ordem dada pelos soldados otomanos de renegar a fé.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ez 34,11-12.15-17

11Assim diz o Senhor Deus: “Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta delas. 12Como o pastor toma conta do rebanho, de dia, quando se encontra no meio das ovelhas dispersas, assim vou cuidar de minhas ovelhas e vou resgatá-las de todos os lugares em que foram dispersadas num dia de nuvens e escuridão. 15Eu mesmo vou apascentar as minhas ovelhas e fazê-las repousar – oráculo do Senhor Deus. 16Vou procurar a ovelha perdida, reconduzir a extraviada, enfaixar a da perna quebrada, fortalecer a doente e vigiar a ovelha gorda e forte. Vou apascentá-las conforme o direito. 17Quanto a vós, minhas ovelhas – assim diz o Senhor Deus –, eu farei justiça entre uma ovelha e outra, entre carneiros e bodes”.

Salmo responsorial: Sl 22(23),1-2a.2b-3.5-6 (R/.1)

R. O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma.

2.Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha 3.e restaura as minhas forças. R.

5.Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo, e com óleo vós ungis minha cabeça; o meu cálice transborda. R.

6.Felicidade e todo bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos. R.

Segunda leitura: 1Cor 15,20-26.28

Irmãos, 20na realidade, Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram. 21Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos. 22Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão. 23Porém cada qual segundo uma ordem determinada: em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda. 24A seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus Pai, depois de destruir todo principado e todo poder e força. 25Pois é preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. 26O último inimigo a ser destruído é a morte. 28E, quando todas as coisas estiverem submetidas a ele, então o próprio Filho se submeterá àquele que lhe submeteu todas as coisas, para que Deus seja tudo em todos.

Evangelho: Mt 25,31-46

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 31“Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. 32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! 35Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; 36eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar’. 37Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? 38Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39Quando foi que te vimos doente ou preso e fomos te visitar?’ 40Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo que, todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’ 41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. 42Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; 43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar’. 44E responderão também eles: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome ou com sede, como estrangeiro ou nu, doente ou preso, e não te servimos?’ 45Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!’ 46Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui