Festa de Santa Maria Madalena

Santa Maria Madalena, Irmã de São Lázaro e Santa Marta, muito amiga de Jesus. Após ter levado uma vida dissoluta, foi libertada de sete demônios e tornou-se em discípula de Nosso Senhor, seguindo-O até o Calvário. “Seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor”, disse Jesus (Lc. 7, 47). Teve o privilégio de ser a primeira a reconhecer o Divino Mestre ressuscitado. Segundo a tradição, ela e os outros membros da família de Betânia foram colocados pelos judeus num barco que chegou em Marselha, no sul da França, onde é muito venerada.

Leituras da Missa

Outros Santos em destaque

o Filipe Evans e São João LLoyd, presbíteros e mártires (†1679). Enforcados durante o reinado de Carlos II da Inglaterra, por exercerem abertamente o ministério sacerdotal.

São Vandregísilo, abade (†668). Abandonou a corte do rei Dagoberto e abraçou a vida monástica. Ordenado presbítero, fundou o mosteiro de Fontenelle, célebre na Idade Média como escola de artes e ofícios e centro de espiritualidade.

Santo Anastásio, monge (†662). Discípulo de São Máximo,  com o qual suportou o cárcere e as torturas. Morreu nos montes do Cáucaso, atual Geórgia.

São Gualter de Lodi (†1224). Fundou em Lodi, Itália, o Hospital da Misericórdia, para socorrer os peregrinos e viajantes. Homem de vida ascética, caminhava descalço e vestia-se de saco.

Beato Agostinho de Biella Fangi, presbítero (†1493). Sacerdote dominicano, oriundo da nobre estirpe dos Fangi, que dispensou numerosos benefícios em Soncino, Vigevano e Veneza.

Beato Tiago Lombardie, presbítero e mártir (†1794). Sacerdote de Limoges, preso durante a Revolução Francesa numa galera em Roquefort. Morreu em consequência da doença ali contraída.

Beata Maria Inês Teresa do Santíssimo Sacramento, virgem (†1981). Fundou em Cuernavaca, México, as Missionárias Clarissas do Santíssimo Sacramento e os Missionários de Cristo para a Igreja Universal.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ct 3,1-4a 

Eis o que diz a noiva: 1“Em meu leito, durante a noite, busquei o amor de minha vida: procurei-o e não o encontrei. 2Vou levantar-me e percorrer a cidade, procurando, pelas ruas e praças, o amor de minha vida: procurei-o e não o encontrei. 3Encontraram-me os guardas que faziam a ronda pela cidade. ‘Vistes porventura o amor de minha vida?’ 4E logo que passei por eles, encontrei o amor de minha vida”.

Salmo responsorial: Sl 62(63),2.3-4.5-6.8-9 (R. 2b)
R. A minh’alma tem sede de vós, Senhor!

2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! *Desde a aurora ansioso vos busco! A minh’alma tem sede de vós, + minha carne também vos deseja, * como terra sedenta e sem água! R.

3Venho, assim, contemplar-vos no templo, *para ver vossa glória e poder. 4Vosso amor vale mais do que a vida: *e por isso meus lábios vos louvam. R.

5Quero, pois vos louvar pela vida, *e elevar para vós minhas mãos! 6A minh’alma será saciada, *como em grande banquete de festa; cantará a alegria em meus lábios, *ao cantar para vós meu louvor! R.

8Para mim fostes sempre um socorro; *de vossas asas à sombra eu exulto! 9Minha alma se agarra em vós; *com poder vossa mão me sustenta. R.

Evangelho: Jo 20,1-2.11-18

1No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. 2Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. 11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés. 13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isso, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste, dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”. 16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou em hebraico: “Rabunni” (que quer dizer “mestre”). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!” e contou o que Jesus lhe tinha dito.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 21 de julho
Próximo artigoLiturgia Diária – 23 de julho
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui