Dia 21 de outubro

0
83

Quarta-feira da 29ª semana do Tempo Comum

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santo Hilarion de Gaza – Igreja de São Pedro dos Francos, Calatayud (Espanha)

Santo Hilarion de Gaza, abade (†cerca de 371). Seguindo os passos de Santo Antão, foi exemplo de vida eremítica na região de Gaza. Faleceu em Chipre aos 80 anos.

São Viator, leitor (depois de 481). Discípulo e ministro de São Justo, Bispo de Lyon, seguiu-o ao Egito para entregar-se à vida de solidão e penitência no deserto.

São Pedro Yu Tae-ch’ol, mártir (†1839). Tendo sido preso quando tinha apenas 13 anos exortava seus companheiros de cativeiro a suportar os suplícios. Foi morto em Seul, Coreia, por estrangulamento, após ser cruelmente flagelado.

Santa Úrsula e companheiras, virgens e mártires (†cerca do séc. IV). Sofreram o martírio perto de Colônia, Alemanha.

Santa Laura de Santa Catarina de Sena Montoya y Upeguivirgem (†1949). Fundadora da Congregação das Irmãs Missionárias de Maria Imaculada e Santa Catarina de Sena, e primeira colombiana elevada à honra dos altares.

Beato Pedro Capucci, presbítero (†1445). Insigne pregador italiano da ordem dominicana, aconselhava a assídua meditação sobre a morte como meio eficaz de evitar os pecados.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ef 3,2-12

Irmãos, 2se ao menos soubésseis da graça que Deus me concedeu para realizar o seu plano a vosso respeito, 3como, por revelação, tive conhecimento do mistério, tal como o esbocei rapidamente. Ao ler-me, podeis conhecer a percepção que eu tenho do mistério de Cristo. 5Esse mistério, Deus não o fez conhecer aos homens das gerações passadas, mas acaba de o revelar agora, pelo Espírito, aos seus santos apóstolos e profetas: 6os pagãos são admitidos à mesma herança, são membros do corpo, são associados à mesma promessa em Jesus Cristo por meio do Evangelho. 7Disso eu fui feito ministro pelo dom da graça que Deus me concedeu no exercício do seu poder. 8Eu, que sou o último de todos os santos, recebi esta graça de anunciar aos pagãos a insondável riqueza de Cristo 9e de mostrar a todos como Deus realiza o mistério desde sempre escondido nele, o criador do universo. 10Assim, doravante, as autoridades e poderes nos céus conhecem, graças à Igreja, a multiforme sabedoria de Deus, 11de acordo com o desígnio eterno que ele executou em Jesus Cristo, nosso Senhor. 12Em Cristo nós temos, pela fé nele, a liberdade de nos aproximarmos de Deus com toda a confiança.

Salmo responsorial:   Is 12,2-3.4bcd5-6 (R/cf.3)

R. Com alegria bebereis do manancial da salvação.

2Eis o Deus, meu salvador, eu confio e nada temo; † o Senhor é minha força, meu louvor e salvação. 3Com alegria bebereis do manancial da salvação. R.

4be direis naquele dia: “Dai louvores ao Senhor, † invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas, entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime. R.

5Louvai, cantando, ao nosso Deus, que fez prodígios e portentos, publicai em toda a terra suas grandes maravilhas! 6Exultai, cantando alegres, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus santo de Israel!” R.

Evangelho: Lc 12,39-48
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 39“Ficai certos, se o dono da casa soubesse a hora em que o ladrão iria chegar, não deixaria que arrombasse a sua casa. 40Vós também ficai preparados! Porque o Filho do Homem vai chegar na hora em que menos o esperardes”. 41Então Pedro disse: “Senhor, tu contas esta parábola para nós ou para todos?” 42E o Senhor respondeu: ”Quem é o administrador fiel e prudente que o senhor vai colocar à frente do pessoal de sua casa para dar comida a todos na hora certa? 43Feliz o empregado que o patrão, ao chegar, encontrar agindo assim! 44Em verdade eu vos digo, o senhor lhe confiará a administração de todos os seus bens. 45Porém, se aquele empregado pensar: ‘Meu patrão está demorando’, e começar a espancar os criados e as criadas, e a comer, a beber e a embriagar-se, 46o senhor daquele empregado chegará num dia inesperado e numa hora imprevista, ele o partirá ao meio e o fará participar do destino dos infiéis. 47Aquele empregado que, conhecendo a vontade do senhor, nada preparou nem agiu conforme a sua vontade será chicoteado muitas vezes. 48Porém o empregado que não conhecia essa vontade e fez coisas que merecem castigo será chicoteado poucas vezes. A quem muito foi dado, muito será pedido; a quem muito foi confiado, muito mais será exigido!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui