Liturgia Diária – 19 de julho

0
284

Segunda-feira da 16ª semana do Tempo Comum

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santa Macrina, por Bernini – Praça de São pedro, Roma

Santa Macrina, virgem (†379). Irmã dos santos Basílio Magno, Gregório de Nisa e Pedro de Sebaste. Versada nas Sagradas Escrituras, retirou-se para levar uma vida solitária no mosteiro de Annesi, no norte da Turquia.

Santo Epafras, discípulo de São Paulo. Pregou o Evangelho em Colosso, Laodicéia e Gerápolis.

Santa Áurea, virgem e mártir (†856). Conduzida diante dos juízes em Córdoba, Espanha, abjurou da fé cristã por temor, mas logo se arrependeu e foi martirizada.

São Bernoldo, Bispo (†1054). Construiu muitas igrejas na Diocese de Utrecht, Holanda, e introduziu nos mosteiros a  disciplina cluniacense.

São João Plessington, presbítero e mártir (†1679). Condenado à forca em Chester, Inglaterra, durante o reinado de Carlos II.

Beato Aquiles Puchala, presbítero e mártir (†1943). Religioso franciscano polonês, fuzilado pelos invasores nazistas durante a Segunda Guerra.

Beato Pedro Crisci, penitente (†c. 1323). Após distribuir seus bens aos pobres, pôs-se ao serviço da catedral de Foligno, Itália, passando a viver na torre do campanário.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Ex 14,5-18

Naqueles dias: 5Foi anunciado ao rei dos egípcios que o povo tinha fugido. Então, mudaram-se contra ele os sentimentos do Faraó e dos seus servos, os quais disseram: ‘Que fazemos? Como deixamos Israel escapar, privando-nos assim dos seus serviços?’ 6O Faraó mandou atrelar o seu carro e levou consigo o seu povo. 7Tomou seiscentos carros escolhidos e todos os carros do Egito, com os respectivos escudeiros. 8O Senhor endureceu o coração do Faraó, rei do Egito, que foi no encalço dos filhos de Israel, enquanto estes tinham saído de braço erguido. 9Os egípcios perseguiram os filhos de Israel com todos os cavalos e carros do Faraó, seus cavaleiros e seu exército, e encontraram-nos acampados junto do mar, perto de Fiairot, defronte de Beel-Sefon. 10Como o Faraó se aproximasse, levantando os olhos, os filhos de Israel viram os egípcios às suas costas. Aterrorizados, eles clamaram ao Senhor. 11E disseram a Moisés: ‘Foi por não haver sepulturas no Egito que tu nos trouxeste para morrermos no deserto? De que nos valeu ter sido tirados do Egito? 12Não era isso que te dizíamos lá: ‘Deixa-nos em paz servir os egípcios?’ Porque era muito melhor servir aos egípcios do que morrer no deserto’. 13Moisés disse ao povo: ‘Não temais! Permanecei firmes, e vereis o que o Senhor fará hoje para vos salvar; os egípcios que hoje estás vendo, nunca mais os tornareis a ver. 14O Senhor combaterá por vós, e vós, ficai tranqüilos’.
15O Senhor disse a Moisés: ‘Por que clamas a mim por socorro? Dize aos filhos de Israel que se ponham em marcha. 16Quanto a ti, ergue a vara, estende o braço sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel caminhem em seco pelo meio do mar. 17De minha parte, endurecerei o coração dos egípcios, para que sigam atrás deles, e eu serei glorificado às custas do Faraó, e de todo o seu exército, dos seus carros e cavaleiros. 18E os egípcios saberão que eu sou o Senhor, quando eu for glorificado às custas do Faraó, dos seus carros e cavaleiros’.

Salmo responsorial:  Ex 15,1-2.3-4.5-6 (R.1a)

R. Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar a sua glória!

1Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar a sua glória: * precipitou no Mar Vermelho o Cavalo e o cavaleiro! 2O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar, * pois foi ele neste dia para mim libertação! Ele é meu Deus e o louvarei, Deus de meu pai e o honrarei. + R.

3O Senhor é um Deus guerreiro, o seu nome é ‘Onipotente’: * 4os soldados e os carros do Faraó jogou no mar. R.

5Vagalhões os encobriam: mergulharam nas profundezas como pedra.
6Tua destra, Senhor, destroça o inimigo. R.

Evangelho: Mt 12,38-42

Naquele tempo: 38Alguns mestres da Lei e fariseus disseram a Jesus: ‘Mestre, queremos ver um sinal realizado por ti.’ 39Jesus respondeu-lhes: ‘Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas. 40Com efeito, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra. 41No dia do juízo, os habitantes de Nínive se levantarão contra essa geração e a condenarão, porque se converteram diante da pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas. 42No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará contra essa geração, e a condenará, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão.’

Artigo anteriorLiturgia Diária – 18 de julho
Próximo artigoLiturgia Diária – 20 de julho
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui