Dia 15 de setembro

0
46

Memória de Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora das Dores. De acordo com a profecia de Simeão, uma espada de dor transpassou o Coração de Nossa Senhora, quando Ela presenciou a Paixão de seu divino Filho. Cada sofrimento d’Ele repercutia dolorosamente no Coração da Santíssima Virgem. E Ela permaneceu firme, de pé, junto à Cruz, participando até o fim do suplício de Jesus.

Leituras da Missa

Santos em destaque

Santa Catarina Fieschi, viúva (†1510). Sob seu impulso foi fundada a Fraternidade do Divino Amor, para reforma dos costumes do clero e dos leigos.

Beato Antônio Maria Schwartz, presbítero (†1929).Fundou em Viena a Congregação dos Operários Cristãos de São José de Calasanz.

Beato Camilo Costanzo, presbítero e mártir (†1622). Jesuíta italiano queimado vivo durante a perseguição no Japão. Mesmo na fogueira, não cessou de pregar a Fé em Cristo.

Beato Paulo Manna, presbítero (†1952). Sacerdote do Instituto Pontifício para as Missões Estrangeiras que, deixando a ação missionária na Birmânia por causa da sua debilitada saúde, trabalhou na evangelização na Itália.

Beato Rolando de Médicis, eremita (†1386). Viveu num bosque onde, por vinte e seis anos, observou estrito silêncio, numa vida extremamente austera.

Beato Ladislau Miegon, presbítero e mártir (†1942). Sacerdote polonês deportado para o campo de concentração de Dachau, onde morreu.

Beatos João Batista e Jacinto dos Anjos, mártires (†1700). Indígenas zapotecas, artirizados em Santo Domingo Xagacia (México) por serem catequistas e recusarem a adorar os ídolos pagãos.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Hb 5,7-9

7Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido, por causa de sua entrega a Deus. 8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem.

Salmo responsorial: Sl 30(31),2-3a.3bc-4.5-6.15-16.20 (R. 17b)

R. Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

2Senhor, eu ponho em vós minha esperança;* que eu não fique envergonhado eternamente! 3aPorque sois justo, defendei-me e libertai-me* apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me! R.

3bSede uma rocha protetora para mim,* 3cum abrigo bem seguro que me salve! 4Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza;* por vossa honra orientai-me e conduzi-me! R.

5Retirai-me desta rede traiçoeira, * porque sois o meu refúgio protetor! 6Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, * porque vós me salvareis, ó Deus fiel! R.

15A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, * e afirmo que só vós sois o meu Deus! 16Eu entrego em vossas mãos o meu destino; * libertai-me do inimigo e do opressor! R.

20Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, * que reservastes para aqueles que vos temem! Para aqueles que em vós se refugiam, * mostrando, assim, o vosso amor perante os homens. R.

Evangelho: Jo 19,25-27

Naquele tempo, 25perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. 26Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. 27Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui