Liturgia Diária – 13 de setembro

0
306

Memória de São João Crisóstomo

São João Crisóstomo, Bispo e Doutor da Igreja. Após a morte de sua mãe, retirou-se para o deserto. Chamado a Antioquia, foi ordenado diácono, sacerdote e depois nomeado bispo e patriarca da Sede de Constantinopla, capital do Império do Oriente. Pelo fogo e sabedoria de suas palavras, foi cognominado de Crisóstomo, palavra grega que significa “boca de ouro”. Morreu no exílio em 407, deixando abundante produção intelectual.

Leituras da Missa

Santos em destaque

São Maurílio, Bispo (†453).Nascido em Milão, foi discípulo de São Martinho de Tours, por quem foi ordenado presbítero. Eleito Bispo de Angers, França, erradicou as superstições pagãs dos povos rurais.

Santo Amado de Sion, Bispo (†c. 690). Por ordem do rei Tedorico da Austrásia, foi exilado de sua diocese de Sion, Suíça, para um mosteiro em Breuil, França, onde morreu.

Santo Amado, abade (†629). Sacerdote e monge insigne por sua austeridade, governou com sabedoria o mosteiro de Habend, França.

São Marcelino, mártir († 413). Amigo de São Jerônimo e Santo Agostinho, com os quais manteve correspondência. Foi morto ao defender a fé católica nas controvérsias com os hereges donatistas.

Beato Aurélio Maria (Benvindo Villalón Acebrón), religioso e mártir (†1936). Membro da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, morto por ódio à Igreja.

Beata Maria de Jesus Lopez Rivas, religiosa (†1640). Priora do convento carmelita de Toledo, discípula de Santa Teresa de Ávila. Caluniada e deposta do cargo, suportou tudo com grande caridade.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: 1 Tm 2, 1-8

Caríssimo, 1antes de tudo, recomendo que se façam preces e orações, súplicas e ações de graças por todos os homens; 2pelos que governam e por todos os que ocupam altos cargos, a fim de que possamos levar uma vida tranquila e serena, com toda a piedade e dignidade. 3Isso é bom e agradável a Deus, nosso salvador; 4ele quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. 5Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, 6que se entregou em resgate por todos. Esse é o testemunho dado no tempo estabelecido por Deus, 7e para este testemunho eu fui designado pregador e apóstolo, e – falo a verdade, não minto – mestre das nações pagãs na fé e na verdade. Quero, portanto, que em todo o lugar os homens façam a oração, erguendo mãos santas, sem ira e sem discussões.

Salmo responsorial: Sl 27(28), 2.7.8-9 (R. 6)
R. Bendito seja o Senhor, porque ouviu o clamor da minha súplica!

2Escutai o meu clamor, a minha súplica, *quando eu grito para vós; quando eu elevo, ó Senhor, as minhas mãos *para o vosso santuário. R.

7Minha força e escudo é o Senhor; *meu coração nele confia. Ele ajudou-me e alegrou meu coração; *eu canto em festa o seu louvor. R.

8O Senhor é a fortaleza do seu povo *e a salvação do seu Ungido. 9Salvai o vosso povo e libertai-o; *abençoai a vossa herança! Sede vós o seu pastor e o seu guia *pelos séculos eternos! R.

Evangelho: Lc 7, 1-10

Naquele tempo, 1quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. 2Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito e que estava doente, à beira da morte. 3O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado. 4Chegando aonde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: “O oficial merece que lhe faças esse favor, 5porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga”. 6Então, Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. 7Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. 8Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: ‘Vai!’, ele vai; e a outro: ‘Vem!’, ele vem; e ao meu empregado: ‘Faze isto!’, e ele o faz”. 9Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia e disse: “Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. 10Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

Artigo anteriorLiturgia Diária – 12 de setembro
Próximo artigoLiturgia Diária – 14 de setembro
Artigos não assinados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui