Dia 12 de outubro

0
46

Solenidade de Nossa Senhora da Conceição Aparecida,
Padroeira do Brasil

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, padroeira principal do Brasil. Em 1717, a imagem que hoje veneramos apareceu milagrosamente na rede de um humilde pescador. A partir de então os prodígios se multiplicaram, passando a ser venerada pelo povo. Em 1931 foi proclamada Rainha e Padroeira do Brasil. Ver também: Recepção a Nossa Senhora Aparecida, por Plinio Corrêa de Oliveira.

Leituras da Missa

 

Santos em destaque

São Félix IV, Papa (†530). Condenou o semi-pelagianismo e erigiu a Basílica de São Cosme e Damião, transformando dois templos pagãos.

São Felix e São Cipriano, Bispos, e companheiros, mártires (†483). Assassinados com quase cinco mil cristãos pelo rei vândalo ariano Hunerico.

São Rotobaldo de Pávia, Bispo (†1254). Empenhou-se especialmente no culto divino e na procura de relíquias dos santos.

São Serafim de Montegranaro – Convento de Santo Antônio, Gela (Itália)

São Serafim de Montegranaro, religioso (†1604). Capuchinho do convento de Ascoli Piceno, Itália, teve duas grandes devoções: o crucifixo e o Santo Rosário.

Beato Romão Sitko, presbítero e mártir (†1942). Reitor do seminário de Tarnów, Polônia, foi preso e atrozmente atormentado no campo de concentração de Auschwitz.

Beato Pacífico Salcedo Puchades, religioso e mártir (†1936). Irmão leigo capuchinho fuzilado em Massamagrel, perto de Valência.

Beato Thomas Bullaker, mártir (†1642). Sacerdote religioso franciscano. Durante o reinado de Carlos I foi arrastado quando celebrava a Santa Missa. Enforcaram-no em Tyburn e  agonizante foi eviscerado.

Ver todos os Santos deste dia no Martirológio Romano online

Leituras da Missa

Primeira leitura: Est 5,1-2; 7,2-3

1Ester revestiu-se com vestes de rainha e foi colocar-se no vestíbulo interno do palácio real, frente à residência do rei. O rei estava sentado no trono real, na sala do trono, frente à entrada. 2Ao ver a rainha Ester parada no vestíbulo, olhou para ela com agrado e estendeu-lhe o cetro de ouro que tinha na mão, e Ester aproximou-se para tocar a ponta do cetro. 7,2Então o rei lhe disse: “O que me pedes, Ester; o que queres que eu faça? Ainda que me pedisses a metade do meu reino, ela te seria concedida”. 3Ester respondeu-lhe: “Se ganhei as tuas boas graças, ó rei, e se for de teu agrado, concede-me a vida, eis o meu pedido, e a vida do meu povo, eis o meu desejo!”

Salmo responsorial: Sl 44(45),11-12a.12b-13.14-15a.15b-16 (R/.11.12a)
R. Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: que o rei se encante com vossa beleza!

11Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: “Esquecei vosso povo e a casa paterna! 12aQue o rei se encante com vossa beleza! 12bPrestai-lhe homenagem: é vosso senhor! R.

13O povo de Tiro vos traz seus presentes, os grandes do povo vos pedem favores. 14Majestosa, a princesa real vem chegando, vestida de ricos brocados de ouro. R.

15aEm vestes vistosas ao rei se dirige, 15be as virgens amigas lhe formam cortejo; 16entre cantos de festa e com grande alegria, ingressam, então, no palácio real”. R.

Segunda leitura: Ap 12,1.5.13.15-16

1Apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos pés e, sobre a cabeça, uma coroa de doze estrelas. 5E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o filho foi levado para junto de Deus e do seu trono. 13Quando viu que tinha sido expulso para a terra, o dragão começou a perseguir a mulher que tinha dado à luz o menino. 15A serpente, então, vomitou como um rio de água atrás da mulher a fim de a submergir. 16A terra, porém, veio em socorro da mulher.

Evangelho: Jo 2,1-11

Naquele tempo, 1houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. 2Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. 3Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”. 4Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isso a mim? Minha hora ainda não chegou”. 5Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser”. 6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros. 7Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água”. Encheram-nas até a boca. 8Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”. E eles levaram. 9O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. 10O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo o mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!” 11Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui