Cresce a perseguição a cristãos ao longo de 2020

O relatório anual da ONG Open Doors afirma que mais de trezentos e quarenta milhões de cristãos no mundo sofrem perseguição por causa de sua religião, em nível alto, muito alto ou extremo. Isso equivale a dizer que uma a cada oito pessoas que professam a fé cristã encontra-se nessa terrível situação.

Segundo a organização, essa vulnerabilidade se agravou por causa da epidemia de COVID-19, a qual serviu de pretexto para tolher a liberdade religiosa. Para a elaboração da lista, o termo “perseguição” inclui tanto a “dimensão visível” – violência física – quanto a menos visível, que afeta diversos âmbitos da vida, como a privacidade, a família, o relacionamento social e a frequência à igreja.

O documento aponta ainda que o número de cristãos mortos no ano de 2020 aumentou 60% em relação a 2019. Os países que atingiram o nível extremo em matéria de perseguição foram: Coreia do Norte, Afeganistão, Somália, Líbia, Paquistão, Eritreia, Iêmen, Irã, Nigéria, Índia, Iraque e Síria.

Imagem da Santíssima Virgem resiste à queda de uma árvore

No dia 27 de janeiro, um forte temporal ocorrido em Ribeirão Preto e que causou diversos danos pela cidade fez cair uma árvore sobre um oratório de Nossa Senhora das Graças, erigido em uma das praças do município. A imagem da Virgem, no entanto, ficou intacta.

As fotografias mostram como o oratório ficou alojado entre dois grandes ramos do tronco, distando destes apenas poucos centímetros. Uma das responsáveis pela manutenção do local, impressionada pelo fato, comentou: “Não quebrou nenhuma lâmpada de Nossa Senhora, nada d’Ela. E é tudo de vidro. Nem mesmo os vasos. É como se os galhos tivessem desviado da imagem”.

O oratório, construído há dezesseis anos, atrai diversos fiéis que buscam homenagear Nossa Senhora e agradecer favores recebidos.

Encontrada antiga inscrição em louvor a Maria Imaculada

Uma pedra de vinte e cinco centímetros de diâmetro contendo uma inscrição em honra à Mãe de Deus foi achada no deserto do Negueb, próximo à fronteira entre Israel e Egito. Ela faz parte da lápide funerária de uma mulher que ali viveu há mil e quatrocentos anos. As palavras, escritas em grego antigo, que fazem referência a Nossa Senhora são: “Bendita Maria, que levou uma vida imaculada”.

De acordo com a Autoridade de Antiguidades de Israel, o Parque Nacional Nitzana, onde a lápide foi encontrada, tem grande relevância para a investigação histórica da região. Nos séculos V e VI havia no local uma fortaleza militar, igrejas e um mosteiro. Era também parte do percurso usado pelos peregrinos cristãos rumo ao Monte Sinai.

Hóstia consagrada permanece intacta após explosão

Em meio aos escombros do edifício anexo à Paróquia Virgen de la Paloma (Madrid), parcialmente destruído após uma explosão ocorrida em janeiro deste ano, foi encontrada uma Hóstia consagrada que permaneceu incólume.

A explosão, causada por um vazamento fortuito de gás, destruiu quatro andares do prédio paroquial onde residiam o pároco e outros sacerdotes e provocou em seguida um intenso incêndio. Um dos locais mais atingidos foi a capela privada localizada no sexto andar, de onde posteriormente foi recuperado um sacrário quebrado contendo a Sagrada Espécie, encerrada no viril e que não sofreu dano algum.

Atualmente, a Hóstia se encontra na Catedral de Santa Maria la Real de Almudena. O pároco de Virgen de la Paloma, Pe. Rubén Pérez Ayala, e mais três pessoas faleceram por causa da explosão. Um outro sacerdote que se encontrava nesse momento no interior do prédio saiu ileso.

Cem anos da consagração da Polônia ao Sagrado Coração de Jesus

Especiais cerimônias ocorrerão neste ano para comemorar o centenário da consagração da Polônia ao Sagrado Coração de Jesus. O ato foi realizado no dia 27 de julho de 1920, quando a Igreja suplicou o auxílio divino diante do avanço russo em terras polacas. Apesar da inferioridade numérica, no mês seguinte o exército polonês conseguiu derrotar as forças invasoras.

No último dia 10 de janeiro iniciaram-se as celebrações oficiais, as quais culminarão na Solenidade litúrgica do Sagrado Coração de Jesus, no dia 11 de junho, ocasião em que o Presidente da Conferência Episcopal Polonesa e Arcebispo de Poznan, Dom Stanisław Gądecki, renovará o ato de consagração do país.

Prefeita retira cruz de cidade espanhola

A cruz do Mosteiro de São José e São Roque jogada no aterro

Católicos da cidade espanhola de Aguilar de la Frontera, próxima de Córdoba, escandalizaram-se com a decisão da prefeita socialista Carmen Flores de remover a cruz que desde 1938 se encontrava em frente ao Mosteiro de São José e São Roque, das Carmelitas Descalças. Segundo as autoridades, a medida foi tomada porque o símbolo religioso aludia ao regime franquista. O destino da cruz foi um aterro da cidade, fato que gerou protestos nas redes sociais.

A Associação Espanhola dos Advogados Cristãos apresentou ao Tribunal de Aguilar de la Frontera uma queixa contra a prefeita por delito de prevaricação administrativa, com o agravante de discriminação e dano ao patrimônio. A entidade sustenta, ademais, que o procedimento utilizado por Carmen Flores foi ilegal.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here